Empresas de transporte preocupadas com suspensão dos trabalhos na Autoeuropa

Apesar da preocupação, a Associação Nacional de Transportadoras Portuguesas afirma que a operação das empresas se tem mantido próxima do normal.

A suspensão dos trabalhos até 29 de março, anunciado pela Autoeuropa na última terça-feira, dia 17, está a ter um impacto negativo em mais de 20 empresas transportadoras.

Segundo a presidente da Associação Nacional de Transportadoras Portuguesas (ANTP), Sónia Valente, avançou à Renascença, “algumas estão a ser seriamente afectadas e em dificuldades”, ainda que nenhuma tenha sido forçada a cessar a atividade.

Sónia Valente considera o momento “sensível e preocupante” e assegura manter o contacto com o Governo e a União Europeia, admitindo a importância de “rever planos” para garantir “o transporte de contentores, carga geral e distribuição porta a porta para que as transportadoras tenham o máximo de operacionalidade.

Contudo, a dirigente da ANTP assume que as restrições verificadas não têm impedido as empresas de transportes de manter a operação dentro da normalidade, de acordo com a mesma fonte.