Câmara do Seixal atribui mais de 375 mil euros ao movimento associativo

Na reunião pública onde foi tomada a decisão, a autarquia aprovou também o lançamento da obra do Parque Metropolitano da Biodiversidade.

O movimento associativo do concelho do Seixal e algumas instituições vão receber um apoio de mais de 375 mil euros atribuído pela autarquia através de comparticipações financeiras. Um apoio que se traduz em mais uma medida para combater os efeitos da crise causada pela pandemia da Covid-19, que também atingiu coletividades e outras associações do concelho.

Joaquim Santos, presidente da autarquia, assegurou que são conhecidas as dificuldades por que passam as coletividades e associações e, por isso, estas verbas que vão ser pagas durante o mês de junho “serão fundamentais neste momento de crise”.

Também em reunião de câmara foi aprovado o lançamento do concurso público para a empreitada do Parque Metropolitano da Biodiversidade, num valor superior a 626 mil euros. O Parque Metropolitano da Biodiversidade, na Verdizela, freguesia de Corroios, pela sua dimensão e localização, assumirá um papel importante na estrutura verde e de recreio do concelho do Seixal, estendendo-se nesta 1.ª fase por cerca de 7 hectares. No futuro, com uma área total de 400 hectares, será o segundo maior parque urbano da Área Metropolitana de Lisboa, depois de Monsanto.

O parque vai contemplar percursos pedonais e de bicicleta e fará ligação à Rede de Trilhos de Interpretação Ambiental do Município do Seixal. No local haverá também uma zona com bancos e mesas e um Espaço de Interpretação e Educação Ambiental, com uma área multiusos que dará apoio aos utentes do parque.