Porto de Sines lança concurso para a expansão do Terminal XXI, num investimento de 16,5 milhões

A fase de ampliação do Terminal de Contentores “compreende a construção de mais 204 metros de cais”.

Em comunicado, a Administração do Porto de Sines (APS) adiantou que a fase de ampliação do Terminal de Contentores, a cargo da concessionária PSA Sines, “compreende a construção de mais 204 metros de cais” para “dotar o terminal de um cais corrido com 1.150 metros até ao final de 2021, representando um investimento de 16,5 milhões de euros”.

“Esta é a primeira fase de expansão após processo de renegociação da concessão do Terminal XXI que, na sua configuração final, apresentará um cais com 1.750 metros a serem construídos de forma faseada”, lê-se na nota enviada ao Semmais Digital.

O prazo para a entrega de propostas decorre até 30 de agosto e a obra tem um prazo de execução de 330 dias. “A adjudicação e consequente consignação da obra só poderá ser feita após análise das propostas recebidas, considerando que a obra deve estar concluída até ao final de 2021”, afirma a administração do porto.

Este investimento vai “reforçar a capacidade” do Terminal XXI, permitindo a escala de “vários navios megacarriers em simultâneo e assim aumentar a sua oferta operacional”. “O Terminal XXI está inserido nas principais rotas marítimas internacionais nas quais estão alocados os maiores navios de contentores do mundo em operação”, avança.

Recorde-se que a APS e a PSA Sines celebraram, em outubro de 2019, um aditamento ao contrato de concessão que permite a realização de novos investimentos referentes à expansão do cais do redimensionamento e modernização do terminal, projetando o aumento da capacidade de movimentação anual de 2,3 para 4,1 milhões de TEU (contentores de 20 pés).

Seguiu-se, em fevereiro deste ano, a consignação da empreitada da 3.ª fase de ampliação do molhe leste do porto de Sines, num montante de cerca de 72 milhões de euros, com a extensão do molhe em 750 metros, para “reforçar a proteção da zona leste” onde se localiza o Terminal XXI.

Esta obra integra um projeto aprovado pelo Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) e beneficiará de financiamento comunitário, através do Fundo de Coesão, em cerca de 25 milhões de euros.