Aeródromo de Ponte de Sor acolhe curso de Produção Aeronáutica

Protocolo entre o Instituto Politécnico de Setúbal e o município reabre o CTeSP de Produção Aeronáutica no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor.

Com a duração de dois anos e ministrado em horário pós-laboral, o curso vai dividir-se entre Setúbal, Grândola e Ponte de Sor e está aberto para “titulares do Ensino Secundário (regular ou profissional), titulares de CET, CTeSP ou Curso Superior e titulares das provas para maiores de 23 anos”, segundo um comunicado da autarquia.

A reabertura do curso pretende responder ao crescimento da indústria aeronáutica “em Portugal, muito particularmente no eixo Setúbal/Évora”, e assegura “o acesso a uma profissão com elevada empregabilidade”, através da formação de “profissionais capazes de estabelecer eficazmente a interface entre a engenharia e a produção”.

Os protocolos de estágio também já se encontram celebrados, “com o objetivo de articulação do ensino com as empresas. Algumas das empresas, lê-se na mesma nota, são a Lauak Portuguesa-Indústria Aeronáutica Lda, a Aero Job SA, a Meditor, Lda, a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal SA, a Nortávia, Transportes Aéreos, a Fresatudo-Metalomecânica de Precisão, a IrRadiare, a TEKEVER Autonomous Systems (Ponte de Sor), a Escola de Aviação Aerocondor, S.A. (Ponte de Sor).

As inscrições para o curso que promete formar técnicos superiores de produção aeronáutica com capacidade de “gerir, implementar, avaliar e supervisionar as atividades de produção de componentes para aeronaves contribuindo para o desenvolvimento sustentável das empresas”, decorrem até ao dia 18 de agosto.