Brigada do Mar recolheu mais de 18 toneladas de resíduos em Palmela

A Brigada do Mar, um grupo de voluntários dedicado à proteção da biodiversidade e do ambiente, recolheu 18 toneladas de resíduos numa ação de limpeza iniciada dia 5 de junho e que terminou ontem em Palmela.

“Nesta ação de limpeza, que mobilizou uma média de 8 a 12 voluntários por dia, recolhemos mais de 5,8 toneladas de resíduos de eletrodomésticos, 9,9 toneladas de pneus, cerca de 2 toneladas de resíduos automóveis, uma tonelada de materiais de construção civil e cerca de 120 litros de óleos”, disse à agência Lusa o porta-voz da Brigada do Mar, Simão Acciaioli.

“Esta ação, em que tivemos como parceiros a câmara de Palmela, a GNR, a Valorpneu, a Valorcar e o Eletrão, decorreu em diversas áreas daquele concelho, designadamente em Vila Amélia, Quinta da Marquesa, Pinhal Novo e Azeitão”, acrescentou.

`Tudo é (a)mar e a Arrábida está a morrer´ foi o lema escolhido para esta ação de remoção de resíduos de grandes dimensões no concelho de Palmela, no distrito de Setúbal, organizada pela Brigada do Mar, uma ONG (Organização Não Governamental) que tem o Alto Patrocínio do Presidente da República.

Segundo Simão Acciaioli, a Brigada do Mar, que atua principalmente na orla marítima, pretende voltar à mesma zona no próximo mês de outubro, para avaliar em que medida esta ação de limpeza contribuiu para dissuadir as pessoas que continuam a proceder à deposição ilegal de resíduos, em zonas de mato e de pinhal.

“Durante a ação de limpeza que terminou esta sexta-feira detetámos um despejo ilegal de resíduos, tendo a GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), identificado os responsáveis”, disse Simão Acciaioli, lembrando que os infratores “estão sujeitos a multas muito elevadas”.

A iniciativa realizada em Palmela pretendia, justamente, alertar a população para a necessidade de denúncia deste tipo de situações de despejo ilegal de resíduos, bem como educar e sensibilizar para a utilização dos meios disponibilizados pela autarquia e outras entidades que se dedicam à recolha de diversos tipos de resíduos.

A Brigada do Mar é constituída por voluntários que desenvolvem ações de proteção da biodiversidade e intervenção ambiental na orla costeira e outras zonas sensíveis e que, desde 2009, já retiraram mais de 860 toneladas de resíduos do litoral, descontaminando mais de 1.700 quilómetros de costa.

Ao longo dos últimos 12 anos, a Brigada do Mar desenvolveu ações de limpeza que envolveram mais de 6.200 voluntários um pouco por todo o país, particularmente na orla costeira do litoral alentejano.

A partir de setembro, a Brigada do Mar, com o apoio de diversas entidades, pretende levar a cabo uma nova ação de limpeza que abrange diversas zonas da orla costeira entre Leiria e Viana do Castelo.