Preventiva para suspeito de matar homem em centro de dia em Grândola

O Tribunal Judicial de Setúbal decretou hoje a prisão preventiva do homem de 45 anos suspeito de ter matado outro de 43 no centro de dia do Lousal, no concelho de Grândola, disse fonte da GNR.

A mesma fonte indicou à agência Lusa que o suspeito do homicídio, com uma arma branca, que ocorreu na quinta-feira, foi submetido hoje a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Setúbal, que lhe aplicou a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva.

O suspeito foi encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Setúbal onde vai aguardar o desenrolar do processo, adiantou a fonte da GNR.

Fonte daquela força de segurança indicou à Lusa, na quinta-feira, que o suspeito e a vítima eram utentes do centro de dia do Lousal.

O alegado homicídio ocorreu cerca das 13h30, de quinta-feira, quando o alerta foi dado por uma funcionária da instituição, via 112, tendo o óbito sido declarado no local, segundo a fonte da Guarda.

A vítima foi “esfaqueada”, sofreu “cortes no pescoço” e quando os militares da GNR chegaram ao local “já estava cadáver”, adiantou.

“O suspeito confessou a autoria do homicídio, tendo sido detido pela Guarda”, segundo a fonte daquela força de segurança.

A Polícia Judiciária foi chamada ao local e está a investigar o caso, acrescentou.