Heliportos dos hospitais de Évora e do Litoral Alentejano vão ser reabilitados

Os ministérios das Infraestruturas e Habitação e da Saúde vão lançar o Programa de Reabilitação dos Heliportos Hospitalares (PRHH). O projeto envolve 38 unidades, entre as quais duas do Alentejo.

 

O Hospital do Espírito Santo de Évora e o Hospital Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, são duas das 12 unidades de saúde que, seleccionadas pelo INEM para integrar a primeira fase de reabilitação que se “afigura prioritária1”, devem ver as intervenções nos seus heliportos concluídas até ao final de 2020.

A medida, anunciada hoje pelo Governo, visa “dar um maior impacto na qualidade do serviço de emergência médica prestado aos cidadãos e, por conseguinte, na vida das pessoas”.

No total, diz o Governo, “foram identificados 38 heliportos hospitalares que necessitam de intervenção com vista à melhoria da sua operacionalidade, de forma a garantir e reforçar a capacidade de resposta do SNS no acesso urgente ou prioritário”.

Nas próximas semanas, segundo a mesma fonte, serão feitas as visitas técnicas aos 12 heliportos identificados como prioritários para fazer um levantamento das necessidades específicas de cada um. As restantes infraestruturas deverão ser intervencionadas até ao fim da legislatura.

“A requalificação da malha de heliportos hospitalares do país contribui decisivamente para garantir um igual acesso à saúde por parte de todos os cidadãos, em qualquer parte do território, medida fulcral para a coesão territorial e social”, lê-se numa nota de imprensa.