Museu da Tapeçaria assinala centésimo aniversário do nascimento de Guy Fino

A data foi assinalada ontem, 1 de dezembro, apenas simbolicamente devido às restrições impostas pelo estado de emergência.

No contexto da pandemia da Covid-19, espera-se que as celebrações programadas para este ano se realizem em 2021, sendo que estão planeadas várias conferências, exposições em Portalegre e Lisboa, um documentário sobre a manufatura de Portalegre (que contará com imagens de Guy Fino, da sua família, amigos e artistas), assim como o lançamento de um catálogo.

Recorde-se que o industrial da tapeçaria foi da Covilhã para Portalegre com 9 anos de idade, acompanhando o pai, Francisco Fino, que esteve muito ligado à reabilitação da indústria dos lanifícios na cidade.

Guy Fino fundou em 1942 a firma Ensimagem Ldaª de Portalegre e, dois anos depois, passou a sócio gerente da empresa de seu pai. Foi um profundo conhecedor do setor de lanifícios, com uma visão internacional consolidada por múltiplas viagens e contatos em diversos países. Faleceu em Lisboa a 13 de setembro de 1997, com 76 anos.

Ao atribuir ao Museu de Tapeçaria de Portalegre o nome de Guy Fino pretendeu-se prestar tributo a um dos grandes produtores nacionais e internacionais de tapeçarias.