Universidade de Évora faz testes serológicos a trabalhadores e investigadores

A Universidade de Évora (UÉ) está a realizar, esta semana, testes serológicos à covid-19 aos trabalhadores docentes, não docentes e investigadores, segundo uma informação divulgada hoje na página oficial da academia na internet.

Os testes decorrem até quinta-feira, em vários espaços exteriores da universidade e localizados estrategicamente, nos quais todos os trabalhadores abrangidos pela medida podem realizar o teste sem necessidade de marcação prévia, de acordo com a mesma nota.

A UÉ explica que, “face à pandemia de covid-19, torna-se fundamental testar em grande escala a população, como forma crítica de combate ao vírus”, adiantando que os testes são realizados “em vários locais centralizados e em distintos horários”.

“A primeira etapa dos testes serológicos consiste na colheita de uma amostra de sangue e para este efeito a Universidade de Évora elaborou um plano de execução, por forma a facilitar que todos os trabalhadores docentes e não docentes, bem como os investigadores da academia, tenham a possibilidade de realizar o teste”, referiu a UÉ.

O objetivo, segundo a mesma nota informativa, é que, “no futuro, toda a comunidade académica realize este teste, incluindo os estudantes”, numa data a definir e prevista para o mês de outubro.

Os testes serológicos permitem avaliar a resposta imunitária de cada indivíduo testado contra o vírus, ou seja, “se uma pessoa possui anticorpos específicos no sangue para o novo coronavírus” SARS-CoV-2, responsável pela Covid-19, ao contrário dos testes moleculares, que apenas detetam a presença do vírus no organismo.