Barreiro quer prolongar horário dos estabelecimentos comerciais até às 22h00

A câmara do Barreiro pretende prolongar até às 22h00 o horário dos estabelecimentos comerciais do concelho, estando a aguardar o parecer positivo da autoridade de saúde.

“Fizemos uma proposta para passar o fecho (dos estabelecimentos comerciais) das 20h00 para as 22h00 e já temos o parecer positivo das forças de segurança, da PSP e GNR”, adiantou à Lusa o presidente daquela autarquia, Frederico Rosa (PS).

No entanto, explicou, o município ainda carece de um parecer da autoridade de saúde, que é “vinculativo”, para que a medida possa entrar em vigor. “Esperamos receber o mais rapidamente possível para também o mais rápido possível podermos implementar esta medida”, afirmou.

Segundo o autarca, também está a ser equacionada a “possibilidade de antecipar um pouco a abertura”, que neste momento só pode acontecer às 10h00.

Com exceção da restauração, que tem um regime especial para funcionar até mais tarde, a medida será aplicada de forma “generalizada” a todos os estabelecimentos comerciais do concelho “que estavam na malha das 20h00” e não será necessário efetuar um pedido ao município, indicou.

Na última quinta-feira, em Conselho de Ministros, o Governo determinou que os horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais da Área Metropolitana de Lisboa (AML) podem ser alterados por decisão dos presidentes dos municípios, deixando de vigorar a obrigatoriedade de abriram às 10h00 e encerrarem às 20h00.

“Não é uma liberalização total, é um passo de alargamento para permitir uma maior atividade, que tem em conta a situação do Barreiro e os casos ativos, que estão a diminuir em relação ao que tínhamos há um mês”, justificou Frederico Rosa.