Força Aérea investe 4,5 milhões para recuperar hangar em Beja

Além do hangar, os acessos rodoviários à infraestrutura também vão ser intervencionados.

A Força Aérea lançou um concurso público para a beneficiação do hangar 131-264 da Base Aérea 11, em Beja, destinado a receber as novas aeronaves KC-390 que vão substituir os C-130H, ao serviço desde 1977.

O investimento na infraestrutura da Base Aérea 11 (BA11), segundo o JN, tem um valor de 4,5 milhões de euros e contempla a total renovação do edifício que, durante muitos anos, foi a casa dos Alpha Jet, da Esquadra 103 – “Caracóis”, extinta em 2018, com o fim de vida das aeronaves que a Força Aérea Portuguesa recebeu da Alemanha, depois de os militares alemães terem deixado o nosso país

Além do hangar, os acessos rodoviários também vão ser beneficiados. Recorde-se que, a 11 de julho de 2019, o Conselho de Ministros autorizou a realização da aquisição de cinco aeronaves KC-390 e de um simulador de voo ao consórcio Embraer, SA e Embraer Portugal, SA. Estima-se que a primeira aeronave chegue a Beja em 2023.

Já a vinda para a unidade militar de Beja da Esquadra 501-“Bisontes” prende-se com a deslocação das esquadras de transporte da BA6 do Montijo, com vista à requalificação desta base, enquanto aeroporto complementar da Portela, em Lisboa.