Sines entregou quase seis mil refeições escolares ao domicílio

Durante o período de confinamento, entre 25 de janeiro e 16 de abril, a autarquia forneceu 5965 refeições escolares a alunos beneficiários dos escalões 1 e 2 da Ação Social Escolar.

Com o intuito de mitigar a circulação e reduzir a concentração de pessoas, os serviços municipais procederam à distribuição domiciliária das refeições a alunos de todos os níveis de ensino e escolas do concelho.

Fernando Ramos, o vice-presidente da câmara de Sines faz um balanço positivo desta iniciativa. “A suspensão das aulas presenciais durante o confinamento não poderia significar um menor apoio alimentar do município aos alunos. Pelo contrário, alargámos o fornecimento de refeições a mais alunos e graus de ensino e optámos por fazer a entrega em casa, contribuindo dessa forma para o distanciamento social”, afirma em comunicado.

De acordo com o autarca, é fundamental que o desconfinamento “corra como todos desejamos e que não seja preciso regressar a este tipo de apoio, pois será sinal de que as escolas continuarão abertas e que o País mantém controlada a sua situação epidemiológica”.

Este serviço de entrega das refeições ao domicílio terminou devido ao reinício das aulas presenciais do ensino secundário desde 16 de abril, voltando as refeições a ser fornecidas nos refeitórios dos estabelecimentos de ensino do concelho.