Reabilitação no Bairro das Manteigadas avança com investimento do PRR

A intervenção está orçada em cerca de oito milhões de euros e é parte de um plano global delineado para os bairros municipais, constituído por vinte operações desenhadas a partir da Estratégia Local de Habitação de Setúbal.

Está em marcha uma grande intervenção em 113 fogos no Manteigadas, em Setúbal, a realizar em duas fases e que incide na reabilitação de partes comuns do bairro construído em 1997, abarcando uma área total de quase 11 mil metros quadrados.

Esta operação pretende, segundo a autarquia de Setúbal, “a requalificação de espaços interiores, nomeadamente cozinhas e instalações sanitárias das frações habitacionais, com a preocupação, ainda, de melhorar a eficiência energética das habitações, além de modernizar as redes de abastecimento de água, esgotos, gás e telecomunicações”.

“A temática da habitação e, em particular, a garantia de uma habitação condigna para quem escolheu Setúbal para viver, tem sido uma prioridade permanente para quem é responsável pela gestão da câmara municipal há mais de vinte anos”, assegurou o André Martins, presidente da câmara de Setúbal, aquando da visita ao bairro na passada sexta-feira.

“A intervenção nas Manteigadas é parte de um plano global delineado para os bairros municipais constituído por vinte operações desenhadas a partir da Estratégia Local de Habitação de Setúbal e que abrangem a requalificação de 3722 habitações ou alojamentos considerados indignos e, cuja recuperação e modernização, representa um investimento total de 191 milhões e 728 mil euros”, explica a autarquia em comunicado.

A operação foi recentemente integrada no Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), com uma comparticipação, à exceção do valor do IVA, a 100%, estando orçada em cerca oito milhões e 600 mil euros. Inicialmente, a operação estava apenas enquadrada no programa 1.º Direito, criado pelo Governo para apoiar pessoas que vivem em condições habitacionais indignas e sem capacidade financeira para melhorar as casas em que vivem.

Neste investimento estão ainda englobados o Bairro da Bela Vista e o Forte da Bela Vista. De acordo com André Martins, a autarquia espera ainda a conclusão da candidatura para a reabilitação dos fogos do Bairro da Alameda das Palmeiras.

Pedro Nuno Santos visitou Manteigadas e lembrou importância do PRR

Quem também passou pelo Bairro, na última sexta-feira, no âmbito desta operação e acompanhado pelo presidente da câmara de Setúbal, foi Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas e Habitação.

O governante reconheceu a importância destas intervenções e do trabalho das autarquias. “Quem sabe, quem conhece as necessidades das populações são os municípios, são as freguesias. Nós (Governo) estamos cá para ajudar, a financiar”, afirmou.

O ministro referiu ainda a importância do PRR, em especial para a questão da habitação. “O Estado, que é para muitos essa coisa pesada, tem que assumir agora um grande papel em matéria de habitação. Reabilitar e reconstruir leva tempo. A Administração Central é sempre confrontada com atrasos, mas os atrasos não são de um ou dois anos. São de décadas. Vamos ter que pensar e agir coletivamente em formas de intervenção no mercado, porque temos que garantir, com rapidez, que o nosso povo tem condições de habitabilidade”, considerou Pedro Nuno Santos.