Pandemia parece estabilizada no Alentejo, onde existem 220 infetados

Em Odemira estão isolados 24 estrangeiros. O número total de mortes no país ascende já a 1089.

O Alentejo apresenta hoje as mesmas 220 pessoas infetadas com Covid-19. Quanto a vítimas mortais, mantém-se apenas um caso. A passagem do estado de emergência para o estado de calamidade trouxe mais pessoas para as ruas e possibilitou a abertura de alguns estabelecimentos e serviços não se sabendo, para já, se esta medida poderá originar algum agravamento da pandemia no país.

Numa altura em que já decorrem um pouco por todo o Alentejo os testes de despistagem em lares de idosos, também a Câmara Municipal de Odemira se prepara agora para dar mais um passo visando a proteção dos seus munícipes. A informação da edilidade é a de que terão lugar, ainda esta semana, os testes aos cerca de 400 utentes e 300 colaboradores das dez unidades de apoio social existentes no concelho (oito lares de idosos, a Unidade de Cuidados Continuados e o lar da Associação de Paralisia Cerebral de Odemira).

Ainda neste concelho, onde o serviço Municipal de Proteção Civil reporta três casos ativos de Covid-19 (a DGS refere quatro) e dois recuperados, há a reter a informação que dá conta da quarentena a que estão submetidos 24 cidadãos extracomunitários. Estas pessoas estão instaladas, desde o dia 3, no Centro de Acolhimento existente no Pavilhão Desportivo da Escola Básica 2,3, de São Teotónio.

Em Moura, passado o impacto causado pela descoberta de grande número de infetados nos sítios do Espadanal e do Vale do Touro, a doença para estar agora mais controlada, mantendo-se, de acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS) os 54 casos positivos. A câmara municipal, por sua vez, diz que são apenas 40.

O relatório de situação diária da DGS diz que há também 20 casos em Évora, 15 em Serpa, 11 em Beja, oito em Almodôvar, sete em Montemor-o-Novo, seis em Vendas Novas e Portel, cinco em Elvas e Reguengos de Monsaraz (neste concelho a câmara diz que existem apenas oito pessoas já recuperadas), quatro em Portalegre e três em Ponte de Sor e em Cuba.

Nos concelhos do Litoral Alentejano integrados no distrito de Setúbal há, segundo a DGS, quatro doentes em Alcácer do Sal (a autarquia diz que não tem doentes ativos e conta com cinco recuperados), Grândola tem dez casos ativos (a edilidade refere apenas quatro, e ainda nove recuperados e mais 14 pessoas em vigilância ativa) e Santiago do Cacém tem 15 (o município diz que são dois doentes ativos e 12 recuperados).

Nos dados relativos ao país o Norte tem 15.526 doentes e 623 doentes, o Centro tem 3505 infetados e 213 vítimas mortais e Lisboa e Vale do Tejo já vai em 6641 pacientes e 226 falecimentos. No Algarve o número de pacientes é de 342 e o de vítimas de 13. Nos Açores contam-se 132 infetados e 13 mortes (dez delas num lar de terceira idade, em Nordeste, São Miguel). Por fim, na Madeira, os números mantêm-se inalterados, com 86 infeções e zero mortes.

Há em todo o território nacional 26.182 casos de Covid-19 confirmados. Os doentes recuperados já são 2076, enquanto os mortos são agora 1089. O número de internados é 838, dos quais 136 estão em unidades de cuidados intensivos.