Número de infetados no distrito de Setúbal sobe para 1236

Número de doentes nos concelhos mais afetados é, no entanto, inferior às médias da AML e do país.

O número de pessoas infetadas com Covid-19 no distrito de Setúbal voltou a aumentar. Hoje são mais 16 pessoas que na véspera, sendo o número total, de acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS) e as autarquias de 1236.

Os aumentos verificados no distrito acompanham, na generalidade, a tendência verificada no resto do país e, mesmo nos concelhos mais afetados, os números de doentes por 10.000 habitantes são quase sempre inferiores aos detetados na Área Metropolitana de Lisboa (AML), que é de 25/10.000. Igual a este valor, só no Barreiro. O Montijo tem 20/10.000, Almada 19/10.000 e o Seixal 16/10.000. A média do país é, por sua vez, 29/10.000.

Hoje, de acordo com o relatório de situação diária da DGS, contam-se 334 doentes em Almada, 300 no Seixal, 188 no Barreiro, 131 na Moita e 116 no Montijo. Estes são os concelhos de maior incidência do vírus no distrito. Em Setúbal mantém-se os 83 casos positivos, em Sesimbra há 31, em Palmela 24 e em Alcochete são 23.

Nos concelhos do Litoral Alentejano pertencentes ao distrito de Setúbal, a DGS contabiliza sete doentes em Alcácer do Sal (a câmara municipal diz que não há nenhum caso ativo e apresenta seis recuperados), 11 em Grândola (a autarquia fala de três casos ativos, 12 recuperados e cinco pessoas sob vigilância médica) e 17 em Santiago do Cacém (nas contas do município serão três doentes ativos e 12 recuperados).

Por regiões continua a ser no Norte a maior prevalência da pandemia, com 16.664 infetados e 732 mortos. No Centro há 3676 doentes e 230 mortos. Em Lisboa e Vale do Tejo o número de pacientes é hoje de 9292 e as vítimas mortais ascendem a 309. No Alentejo contam-se 253 doentes e um óbito. No Algarve contam-se 361 infetados e 15 mortos, o mesmo número contado nos Açores, onde também há 135 doentes. Por fim, na Madeira, continua a não haver registo de falecimentos, contando-se 90 casos positivos.

As informações da DGS dão, por fim, conta de que há 30.471 casos positivos em todo o país. O número de pessoas internadas continua a descer, sendo agora de 550 (80 em unidades de cuidados intensivos). Já morreram com a Covid-19 1302 pessoas. O número de recuperações é de 7705.