Autoridades preparam encerramento dos cafés no bairro da Jamaica

As autoridades de saúde estão a preparar o encerramento dos cafés no bairro da Jamaica, no Seixal, para conter o surto de covid-19 detetado entre os moradores.

Segundo o delegado regional de saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Mário Durval, em declarações à Lusa, a medida que está a ser preparada pela delegada de saúde local, poderá durar cerca de duas semanas.

“Hão de ser enviadas determinações para os cafés. A minha colega é que determinará, de acordo com a realidade local”, disse.

O mesmo responsável explicou ainda que, “em princípio, na Covid-19 os encerramentos duram cerca de 14 ou 15 dias”, mas que o período de encerramento neste caso dependerá da realidade local.

“A principal medida é o isolamento dos casos conhecidos. O encerramento dos cafés é acessório, para evitar os contactos”, acrescentou.

Recorde-se que ontem a associação de moradores de Vale de Chícharos defendeu que o bairro, mais conhecido como Jamaica, deveria ser “isolado” e limitado aos moradores, responsabilizando as “pessoas que vêm de outros concelhos” pelo foco de infeção de Covid-19.

“Deviam mesmo isolar o bairro e só saía ou entrava quem aqui mora”, disse à Lusa o presidente da Associação de Desenvolvimento Social de Vale de Chícharos, Salimo Mendes, que está preocupado com a aglomeração de pessoas nos cafés que se localizam junto ao bairro.

“Os cafés ao fim de semana não deixam dormir as pessoas que trabalham, com música e ajuntamento de pessoas que não usam máscara”, relatou.