Câmara de Setúbal nega inoperacionalidade dos Sapadores devido à Covid-19

A autarquia diz que foram detetados nove casos na companhia, mas que as ações de socorro estão todas asseguradas.

A Câmara Municipal de Setúbal desmentiu que exista problema algum de operacionalidade na Companhia de Sapadores causado pela infeção de vários dos seus efetivos com Covid-19.

Em comunicado, a autarquia diz que todas as ações em matéria de socorro que competem à Companhia de Sapadores de Setúbal estão asseguradas.

No mesmo documento a autarquia diz ainda que todos os bombeiros foram testados, tendo sido detetados nove casos positivos, sendo que seis estavam assintomáticos. Dos restantes, dois permanecem infetados e o outro está recuperado.

“É inaceitável que um sindicato de bombeiros criado há poucos meses e também dirigido por um elemento da companhia setubalense acuse a câmara municipal de não prestar, internamente, informação sobre esta matéria. Igualmente inaceitável é a acusação de estar em causa a prestação de socorro, o que nunca aconteceu nem acontecerá”, diz ainda a nota da edilidade, que depois de dizer que as acusações são infundadas, as justifica com o desconhecimento de um sindicalista sobre o que se passa na companhia.