Mais seis jogadores do Vitória de Setúbal acusam positivo

O Vitória de Setúbal, do Campeonato de Portugal de futebol, anunciou hoje que foram detetados mais seis casos positivos ao novo coronavírus no seu plantel.

Depois de em 2 de outubro ter sido revelado que estavam dois atletas infetados, a equipa cumpriu 14 dias de isolamento e voltou hoje aos treinos no estádio do Bonfim, onde se ficou a saber que há agora um total de oito casos ativos no plantel.

“No final do isolamento profilático decretado pelas autoridades de saúde foi realizado um rastreio, em que foram detetados seis casos positivos de SARS-CoV-2. Todos estes jogadores estão assintomáticos e vão manter-se em isolamento em suas casas. Desejamos as rápidas melhoras aos nossos atletas”, escreveram os sadinos na sua página do Facebook.

Depois de os jogos com o Juventude FC (4 de outubro), referente à série H do Campeonato de Portugal, e a partida da segunda eliminatória da Taça de Portugal com o Académico de Viseu (11 de outubro), terem sido adiados, Tiago Teixeira, diretor geral do clube, disse à Lusa que o embate de domingo, 15h00, com o Moncarapachense, da terceira jornada, não foi até ao momento adiado.

“Até agora o jogo não foi cancelado. A Federação Portuguesa de Futebol diz-nos que tendo 50 por cento do plantel disponível, temos de ir a jogo. Como estamos sem oito jogadores devido às infeções, teremos de ir buscar jogadores aos sub-19, uma vez que temos de apresentar na ficha de jogo 13 jogadores formados localmente”, explicou.

Os setubalenses terminam o boletim clínico em que anunciaram os novos casos de covid-19 com um apelo aos seus adeptos.

“Vitorianos e setubalenses, apelamos a todos a necessidade do cumprimento das regras da Direção-Geral da Saúde, para o bem de todos e para que possamos o mais rapidamente possível voltar à normalidade”, vinca o clube.

O Vitória de Setúbal, que terminou a edição de 2019/20 da I Liga no 16.º lugar, acima da zona de despromoção, foi impedido de se inscrever nas competições profissionais, depois de a Comissão de Auditoria da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) ter reprovado os processos de licenciamento.