Apoio da Cáritas subiu “20%” em Portalegre e Castelo Branco

Cerca de cinco mil famílias foram apoiadas pela Cáritas Diocesana de Portalegre – Castelo Branco em 2020, mais “20%” face a 2019, devido à pandemia.

De acordo com o presidente da Cáritas de Portalegre – Castelo Branco, Elicídio Bilé, “19. 903 pessoas” foram registadas, no ano passado, na área do atendimento social da diocese (que inclui apenas informação relativa a seis paróquias e sede da Cáritas).

“Houve um acréscimo [no atendimento] em relação a anos anterior, registando-se uma diferença de mais de 300 pessoas por mês a solicitar ajuda, a partir de março”, durante a pandemia disse.

O presidente da Cáritas Diocesana de Portalegre – Castelo Branco indicou ainda que, na área dos atendimentos sociais, verificou-se uma subida na ordem dos “20%” em relação ao ano de 2019.

Na área dos apoios financeiros, esta Cáritas Diocesana pagou “mais de 134 mil euros” em despesas emergentes, nomeadamente para medicamentos, consultas médicas, entre outras áreas, o que significa igualmente “mais de 20%” comparativamente ao ano de 2019.

“Mas, em 2020, também se sentiu que a generosidade das pessoas não esmoreceu, antes pelo contrário, acentuou-se. A rede Cáritas também funcionou muito bem”, sublinhou.