Transtejo aplica 6,2 milhões nos cais e terminais do distrito

Empresa disse ao Semmais que deverão ser instaladas torres para carregamento elétrico dos novos navios que vão operar a partir de Cacilhas, Montijo e Seixal. Em 2020, o número de passageiros foi de 5,1 milhões, metade do verificado um ano antes.

A Transtejo/Soflusa prevê gastar, durante o ano em curso, cerca de 6,2 milhões de euros em obras a realizar nos pontões de acostagem. Uma parte significativa desta verba será aplicada na construção das torres de carregamento elétrico dos novos navios que, ainda este ano, deverão começar a operar entre Lisboa e Cacilhas, Montijo e Seixal.

Este investimento (financiado pelo Fundo Ambiental ao abrigo do Programa de Estabilização Económica e Social) surge um ano após o número de passageiros transportados pela empresa ter diminuído para metade em consequência das restrições impostas pela pandemia. De acordo com os dados fornecidos ao Semmais, a Transtejo/Soflusa transportou, em 2020, nas ligações fluviais de Cacilhas, Montijo, Seixal e Trafaria, 5,1 milhões de pessoas, precisamente metade das que usufruíram dos mesmos serviços e nos mesmos locais um ano antes. Já em 2018 o número de passageiros transportados foi de 9,3 milhões.

Ainda para este ano, e no seguimento das melhorias já efetuadas no Terminal do Seixal e da empreitada de reparação e beneficiação do Terminal do Barreiro, a transportadora enuncia mais uma série de trabalhos realizados em muitos dos seus cais. Um dos exemplos é a beneficiação da estação de Porto Brandão, onde foi substituída a cobertura e se fizeram obras de recuperação da estrutura e do pavimento, intervenções estas que se prolongaram durante todo o mês de março.

Em abril, de acordo com a informação oficial da empresa, serão instalados novos sistemas digitais de informação ao cliente. Este equipamento será colocado, durante este mês, nos terminais e estações fluviais. Nestes mesmos locais serão ainda colocados, a partir de maio, equipamentos de estacionamento para bicicletas.

A Transtejo/Soflusa diz ainda que, a partir de junho, terá início a empreitada de requalificação da área envolvente do Terminal do Cais do Sodré. Também nesse mesmo mês proceder-se-á à substituição da cobertura do edifício do Terminal do Seixal, ao mesmo tempo que se iniciará a requalificação do Terminal de Cacilhas.