Sesimbra reforça número de camas nos centros de acolhimento

No âmbito do Plano Operacional Municipal para a Covid-19, e como medida de prevenção, a câmara recebeu esta terça-feira mais cem camas para equipar os centros de acolhimento do concelho.

As camas foram solicitadas pelo Gabinete Municipal de Proteção Civil de Sesimbra ao Comando Distrital de Setúbal que, por sua vez, fez chegar o pedido às Forças Armadas.

Neste momento, segundo um comunicado da autarquia enviado ao Semmais Digital, existem um total de 45 camas disponíveis preparadas nos Centros de Acolhimento do Pavilhão Municipal de Sampaio e de Estudos Culturais e de Ação Social Raio de Luz, na freguesia do Castelo, e no Pavilhão Municipal da Quinta do Conde, na freguesia da Quinta do Conde.

Na freguesia de Santiago, a equipa da Proteção Civil instalou ontem, na sala de desporto da Piscina Municipal, mais um centro de acolhimento. De acordo com a mesma nota, “há ainda outros espaços, do município e de entidades locais, previstos para esta finalidade”, os quais “serão ativados em caso de necessidade de evacuação de uma instituição do concelho.

“Para além destes espaços, está preparado um centro de operações integrado no município de Sesimbra, a implementar caso se justifique, nas instalações do CAIES, em Santana, e estão definidos dois locais para receber reforço de operacionais, também em caso de necessidade, um dos quais instalado  no Centro Paroquial do Castelo”, conclui.