Foco de infeção na Raporal sobe para 39 casos – Atualização da notícia avançada em 1ª mão pelo Semmais

Os casos positivos foram identificados pelos testes mandados fazer pela empresa que, sediada no Montijo, já tinha avançado ao Semmais Digital a testagem de todos os trabalhadores.

São agora 39 os funcionários da empresa de processamento de carnes da Raporal infetados com a Covid-19. Os primeiros oito doentes foram identificados no início da semana, tendo na passada quarta-feira, o responsável pela comunicação da empresa, António Almeida, avançado em primeira mão ao Semmais Digital que todos os colaboradores tinham, nesse dia, realizados testes, como forma de “despistar a doença”.

“Após todas as testagens, temos 39 casos positivos, mas queremos acreditar que conseguimos estancar o contágio, pois essas pessoas estão em isolamento profilático em casa”, disse hoje a mesma fonte à nossa redação, reiterando que “ainda antes de ter sido identificado o primeiro caso de Covid-19, a empresa já tinha implementado todas as medidas de prevenção e o plano de contingência”, como a intensificação da higienização e a redução do número de funcionários por turno.

Por uma questão de prevenção, segundo António Almeida, as pessoas do mesmo agregado familiar em que foi detetada algum caso de infeção foram dispensadas do trabalho para que possam ficar em casa em quarentena.

A unidade de processamento de carnes encontra-se a laborar, “fazendo face a todas as necessidades do mercado” e, garante o porta-voz da fábrica, em “permanente monitorização e com um controlo apertado”. “Neste momento temos as coisas controladas, acreditamos agora que dentro da empresa o risco de contágio é reduzido, porque a monitorização está a se feita em permanência com as autoridades de saúde e o controlo é muito apertado”, atestou.

Recorde-se que tal como o Semmais Digital avançou, o primeiro caso ocorreu com um funcionário que ia a caminho da fábrica, mas por ter sintomas optou por ir direto ao hospital, tendo-se confirmado a doença. A partir daí, as autoridades de saúde em consonância com a empresa, seguiram o rasto aos contactos tendo confirmado outros sete casos de infeção.