Monte Selvagem, em Montemor-o-Novo, recebeu cinco macacos esquilo

Alguns dos animais foram confiscados a particulares, na Polónia e em Espanha. O parque alentejano reúne mais de 250 animais de mais de 50 espécies

A Reserva Animal Monte Selvagem, em Lavre, Montemor-o-Novo, recebeu recentemente cinco macacos esquilo. Os animais foram entregues à instituição alentejana pela Animal Advocacy and Protecction (APP), organização europeia de bem-estar animal que distribui exemplares resgatados a particulares, circos ou comerciantes, seja por maus tratos, falta de condições de subsistência ou por, por qualquer outro motivo, se encontrarem ameaçados.

De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza, os macacos esquilo não se encontram ameaçados de extinção, apesar de o seu habitat natural estar, progressivamente, a ser destruído. Estão também reportadas em relação a esta espécie atividades de caça ilegal e de captura para comércio não autorizado.

Depois de reabilitados (tarefa levada a cabo por veterinários especializados, zootécnicos e biólogos do comportamento), e quando os animais são capazes de se sociabilizar em grupos e estão preparados para uma mudança para outra boa casa, é procurado um alojamento permanente. Enviando regularmente listas de animais AAP para recolocação, a centros de Conservação da Natureza como o Monte Selvagem, e logo que é mostrado interesse de algum por um ou mais animais, é trocada informação acerca das instalações que os vão receber, das características particulares dos animais, e dos planos para o seu realojamento.

No Monte Selvagem os macacos esquilos juntaram-se agora aos macacos rabo de porco, suricatas, saguins e coatis. Segundo informação da direção do parque alentejano, os cinco macacos esquilo encontram-se com saúde, calmos e estão a adaptar-se facilmente ao novo habitat.

Dos cinco novos habitantes do Monte Selvagem, três fêmeas foram confiscadas a um particular, na Polónia. Uma outra fêmea é proveniente de um zoo de Salburgo, na Áustria, onde nasceu. O único macho do grupo foi confiscado a um particular, em Espanha.

O parque é um dos mais característicos espaços nacionais de contacto com o meio natural. Distinguido com diversos prémios, entre eles o de Melhor Empreendimento de Animação Turística do Alentejo 2012, atribuído pelo Turismo do Alentejo – ERT, e os Prémios Portugal Cinco Estrelas, atribuídos em dois anos consecutivos, 2018 e 2019. Além da fauna e flora autóctones, o parque alberga em 20 hectares cerca de 250 animais de mais de 50 espécies diferentes.