Plataforma “Nós Sesimbra” resolve qualquer problema à distância de um click

A plataforma digital permite aos cidadãos comunicar à câmara qualquer problema existente, bastando um ‘toque’. Um passo rumo à desburocratização, diz a edilidade.

Chama-se “Nós Sesimbra” e é uma ferramenta informática. Serve para, em segundos, os munícipes poderem dar conta de qualquer problema que surja. É a resposta da Câmara Municipal de Sesimbra no combate à desburocratização dos serviços e na aproximação à população, reduzindo significativamente o tempo de resposta para a solução das anomalias detetadas.

“Este sistema começou a funcionar no dia 7 de setembro e a prova de que é útil para toda a população é que, em apenas uma semana, foram recebidas 300 participações, sendo que 40 por cento das ocorrências denunciadas já se encontram resolvidas”, disse ao Semmais o presidente da autarquia, Francisco Jesus, a propósito da aplicação que, no telemóvel ou no computador pessoal, serve para, em frações de segundo, num só click, dar conta da existência de um sinal de trânsito caído, de um buraco no pavimento, lixo ou monos na via pública, de uma rutura numa conduta de água, etc.

“Com esta plataforma, que não tem custos acrescidos para os utilizadores, estamos também a cumprir o desígnio do país, que é a transição para o digital”, sublinhou o autarca, lembrando que esta ferramenta agora disponibilizada se enquadra “num projeto mais amplo e que passa pela criação de um balcão único de serviços, eliminando-se assim grande parte da burocracia que existe nos serviços públicos”.

A aplicação que está a ser utilizada em Sesimbra não é, de resto, uma novidade em Portugal, conforme refere Francisco Jesus. “Trata-se de uma ferramenta criada por uma empresa alemã e que já é utilizada em alguns municípios”, disse.

Quanto aos custos, o presidente da Câmara Municipal de Sesimbra diz que se trata de um aluguer. “Os primeiros seis meses são de borla e, depois, o custo será de 10 mil euros mensais. É, claramente, um serviço barato face às vantagens que oferece e ao tempo que poupa”, atesta.